sexta-feira, 30 de maio de 2008

O cego

Contexto:
O evangelho de ontem era sobre o cego Bartimeu:

Chegaram a Jericó. Quando ia a sair de Jericó com os seus discípulos e uma grande multidão, um mendigo cego, Bartimeu, o filho de Timeu, estava sentado à beira do caminho. E ouvindo dizer que se tratava de Jesus de Nazaré, começou a gritar e a dizer: «Jesus, filho de David, tem misericórdia de mim!» Muitos repreendiam-no para o fazer calar, mas ele gritava cada vez mais: «Filho de David, tem misericórdia de mim!» Jesus parou e disse: «Chamai-o.» Chamaram o cego, dizendo-lhe: «Coragem, levanta-te que Ele chama-te.» E ele, atirando fora a capa, deu um salto e veio ter com Jesus. Jesus perguntou-lhe: «Que queres que te faça?» «Mestre, que eu veja!» respondeu o cego. Jesus disse-lhe: «Vai, a tua fé te salvou!» E logo ele recuperou a vista e seguiu Jesus pelo caminho.

Acontecimento:
Ontem aconteceu-me uma coisa que me deixou a pensar...estava a passar na av.da Republica e vi um cego do outro lado da rua, completamente sozinho, na placa do meio, como que a querer atravessar. Corri para ir ter com ele e pensei que ele quisesse atravessar, mesmo naquele sítio perigoso. Foi então que percebi porque estava ele ali parado: ele estava completamente perdido. Ele não fazia ideia onde estava, queria ir para o Saldanha e estava ali no meio da Av.Republica, noutra direcção, num sítio perigosíssimo onde passam carros e autocarros a toda a velocidade.

A confiança que ele depositou em mim, quando lhe disse onde ele estava, deixou-me a pensar na confiança que eu tenho em quem me rodeia. Confio nas pessoas à minha volta? Ou penso sempre que me querem enganar?

E ao mesmo tempo deixa-me a pensar como tanta gente à nossa volta está "perdida" mas não tem a humildade de o ou O reconhecer.

Desculpa-me Senhor pelas vezes em que estou perdido e não chamo por Ti.

blogger

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Coisas de Deus


Resolvi tirar o texto jocoso e talvez demasiado ofensivo deste meu post!
Auto-censura também existe neste blog!!
Tá explicado no comentário ao post anterior...
Saudações!

blogger

quarta-feira, 28 de maio de 2008

O Mistério da Escada



Esta escada está no interior da Capela de Loretto, cidade de Santa Fé (Estados Unidos). O que a torna tão especial é o facto de ter sido construída com uma madeira desconhecida e não se apoiar em qualquer ponto central. Por esta razão a sua construção está envolta numa lenda:

Quando a capela ficou pronta, no fim do século XIX, as freiras sentiram falta de uma escada que as levasse até o pavimento superior.Elas passaram nove dias rezando para São José, que era carpinteiro. Um desconhecido bateu à porta da capela no último dia. Disse que era carpinteiro e que poderia dar conta da tarefa. Ele construiu, sem ajuda de ninguém, a escada que é considerada um prodígio de carpintaria. ninguém sabe como ela ficou de pé. A escada não tem um suporte central.Depois, o carpinteiro - que não usou prego nem cola para construir a escada - sumiu sem deixar vestígios. Nem esperou para receber o pagamento.

Passou-se a acreditar que o carpinteiro era na verdade S. José, enviado por Jesus para atender às súplicas das freiras. Outro aspecto que reforça o milagre é o facto da escada conter 33 degraus, a idade de Cristo

É sem duvida uma construção bastante misteriosa para a qual engenheiros e arquitectos ainda não tem resposta.

(cópia de vários sites diferentes...)

Já tinha ouvido falar desta história, acho muito curiosa!

blogger

terça-feira, 27 de maio de 2008

«Nós não rezamos para mudar a ordem estabelecida por Deus, mas para obter aquilo que Deus decidiu realizar por meio das orações dos santos» (ST II-II 83, 2)

blogger

Poder da oração - que acham disto?

Estudos sobre a oração de cura
Em 1988, o físico Randolph Byrd chocou o mundo com os resultados de um estudo, que ele conduziu cinco anos antes, sobre os efeitos da oração em pacientes cardíacos. Byrd estudou 393 pacientes internados em uma unidade de tratamento cardíaco em um hospital de São Francisco. Os pacientes eram “estatisticamente semelhantes”, o que significa que suas condições eram todas similares. Esses pacientes foram divididos em dois grupos: os que receberam oração intercessora e os que não receberam. Nem o médico nem o paciente sabiam quem estava em qual grupo.
Byrd forneceu o primeiro nome, o diagnóstico e o estado de um paciente para diferentes grupos de três ou quatro cristãos praticantes de diferentes congregações. Esses grupos rezaram por seu paciente diariamente durante a sua internação, longe do hospital, sem conhecê-lo pessoalmente.


Quando o estudo foi concluído, Byrd descobriu que, de fato, havia uma diferença significativa na qualidade da recuperação dos pacientes que receberam as preces. No geral, eles se sentiram melhor do que os que não receberam as orações. Quase 85% do grupo que recebeu as orações intercessoras alcançaram “bom” no sistema de classificação utilizado pelos hospitais para medir a resposta do paciente ao tratamento. Eles estavam menos propensos a sofrerem um ataque cardíaco, precisarem de antibióticos ou necessitarem de intervenções como ventilação ou intubação. Por outro lado, 73,1% dos participantes do grupo de controle alcançaram a classificação “bom”

in http://saude.hsw.uol.com.br/cura-pela-prece1.htm


blogger

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Oração

Porque é importante mantermos hábitos regulares de oração?

Uma resposta entre muitas: Porque por vezes temos de tomar decisões muito rápidas e não temos tempo para nos retirarmos para orar.

(ex: a decisão de gastarmos mal o tempo e o dinheiro - vide post abaixo)


blogger

conversas de messenger

- ahh a ... é católica praticante mas gosta destas coisas e está a fazer um curso de tarot.

no comments.

blogger

O sonho de Hitler

Não sei se repararam mas em Inglaterra aprovaram uma lei que permite o cruzamento laboratorial de embriões humanos com os de animais. Os fins são óptimos, querem ajudar a investigação para cura de doenças, etc etc. Depois lá vem a piada fácil dizendo que os ingleses já são todos uns bois, por isso não espanta. "Tá tudo louco" dirá o ser humano dotado de inteligência média. Quac, au au, miau, dirão os respectivos, pelo menos por enquanto. Razão tinham os Monthy Pyton quando diziam que uma mulher como fama de bruxa era como um pato: pelos vistos eles melhor que ninguém conheciam e conhecem os seus pares.

Asneira, e da grande.

blogger

Experiências que nos marcam (III)

Há dois dias vi pela primeira vez o Fiel Jardineiro. Se alguém não viu não se preocupe que não vou contar o fim, nem nada de relevante do filme. Lá para o meio, enquanto o Justin Quayle, o principal, está a visitar uma pequena aldeia no Sudão onde está um médico a prestar (gratuitamente) cuidados de saúde, aparecem uns homens com metralhadoras a cavalo (os homens não as metralhadoras), vindos de outra aldeia, com o objectivo de raptarem crianças e matarem os adultos. Enquanto via aquelas pessoas a serem mortas, e pensando também noutros filmes como o “Hotel Ruanda” (baseados em factos verídicos) e o “Diamante de Sangue”, nos quais acontecem massacres ainda piores, pensei: espera aí, mas Deus ama tanto cada um destes como a mim. Aquele é um lugar remoto, nada do que ali acontece aparece nas notícias.

Fazendo um parentesis, hoje vi mais ou menos um minuto do “Regresso à Lagoa Azul”, e quando chegam europeus (ingleses) à ilha onde estão eles dois, perguntam: “o que fazem neste sítio esquecido por Deus?”. E ela responde, que aquele sítio não era nada esquecido por Deus. Eles tinha sido ensinados pela “mãe” a celebrar o Natal, o dia de Acção de Graças, e tinham Deus bem presente, apesar do que julgavam os sabichões da metropole. E mesmo que não O conhecessem, Ele estaria presente, e nunca os esqueceria. “Acaso pode uma mulher esquecer-se do seu bebé, não ter carinho pelo fruto das suas entranhas? Ainda que ela se esquecesse dele, Eu nunca te esqueceria.” dizia o profeta Isaías na primeira leitura deste Domingo. E aquelas crianças violentadas e os pais mortos naquela aldeia do Sudão, supostamente “esquecida por Deus”, são-Lhe afinal eternamente queridos. E quem diz as vítimas, diz quem as matou, o que é ainda mais difícil de perceber.

Mas parece-me que é o grande segredo para a verdadeira caridade. Por exemplo, costumo ler imensos textos de ateus/agnósticos, e muitos deles não são de falinhas mansas. Insultam da maneira mais vil a Igreja toda, a começar pelo Papa e acabar nos comuns fiéis, e quase sempre as acusações são injustas, baseadas em falsidades. E eu leio aquilo, percebo que não é verdade, e fico mais ou menos descansado, nós estamos certos, eles estão errados. Mas depois começo a pensar que Deus os ama tanto como a mim, e isso é que verdadeiramente me desafia. Mostrar que eles estão errados, até pode ser fácil, mas amá-los como Deus os ama, justamente os que me insultam e me acusam falsamente, é que não é pêra doce. Mas é esse o passo necessário para uma discussão não se tornar apenas numa luta, num esmagar o outro, mas sim num levantar o outro, por amor ao seu destino.

Sinceramente olho para a quantidade de pessoas que há no mundo, e para as que já existiram, e não consigo acreditar que Deus as ame todas, não consigo pronto. Não vou desistir de tentar perceber isso, mas por enquanto ainda não consigo, o meu coração é pequeno demais para O perceber, e à Sua infinita misericórdia. Mas tentar amar cada um que me rodeia como Ele o ama já é um belo desafio...suficiente para ocupar toda uma vida.

João Silveira


blogger

Experiências que nos marcam (II)

Faz hoje uma semana, aconteceu-me uma coisa um pouco estranha. Estava a sair das amoreiras, quase há meia-noite. Em frente à porta da capela, estava uma rapariga de 16 anos, soube depois (soube depois a idade porque reparei logo que era rapariga), deitada no chão e um rapaz ao lado dela a gritar por ajuda, porque ela estava a morrer. Ora eu não estudo medicina, nunca fiz nenhum curso de socorrismo, o máximo que fiz foi ver uns episódios das marés-vivas sei lá ajudar pessoas nestas situações. Mas como mais ninguém se mexia, lá fui eu “ajudar”.

A miúda estava a ter um ataque epiléptico, e fiz o que o amigo dela me disse que era agarrar na boca dela, para poder respirar. Bem, lá estávamos os dois, eu a ver pela primeira vez algo que só sabia por alto o que era, e sem saber se realmente estava a ajudar, mas lá que estava a segurar na boca dela, estava. Entretanto ela estava em convulsões, e revirava os olhos, qual pessoa possessa, presumo eu. É fácil de perceber que os “antigos” chamassem endemoinhados a quem sofria ataques de epilepsia.

Eis senão quando a jovem começa a ficar roxa, e sem se mexer, ou seja, tinha deixado de respirar. Aí foi o choque total, o amigo dela aos berros, eu a pensar que ia ver o meu primeiro cadáver ao “vivo”, enfim tudo corria mal, porque não tinhamos nada para lhe “desenrolar” a língua. Mas nesse momento chegou um segurança com uma chave, e com o mínimo de cerimónias lá lhe enfiamos aquilo pela goela abaixo, para que respirasse. E resultou, lá voltou a ganhar uma corzinha, mas sempre inanimada. E assim ficou durante alguns minutos, mas nesta altura já lá estavam mil ajudantes, e o INEM estava a caminho. Foi aí que decidi ir embora, sem saber se realmente tinha ajudado nalguma coisa ou não. Ah, e lá para o meio da coisa rezei uma Avé-Maria (baixinho).

João Silveira


blogger

Experiências que nos marcam (I)

No passado dia 13 de Maio, foi pedido ao grupo que ficou em Fátima, depois da peregrinação, que fosse ajudar à comunhão. Para quem não sabe, esta tarefa consiste em segurar na patena (bandeja), enquanto o ministro de comunhão dá a comunhão aos fiéis. O objectivo, claro está, é impedir que “algum Jesus” caia no chão, por isso a patena deve estar debaixo da mão ou do queixo, consoante a pessoa comungue com a boca ou a mão. No santuário, especialmente em Maio e Outubro, estão dezenas de milhares de “comungantes”, pelo que a comunhão tem de ser rápida e nem isso é simples de fazer. As velhinhas que se sentam junto às grades, para verem mais de perto a imagem da Virgem, e se recusam por tudo a sair de lá, dificultam bastante a tarefa.

Às vezes o caos instala-se, e aquele momento tão especial, a união de dois eternos amantes é quase ofuscada pelos gritos ou insultos de uns peregrinos para outros. Se nos conseguirmos abstrair das comuns confusões, o que verdadeiramente nos toca nesta experiência é a sede das pessoas. Chamo-lhe sede, podia-lhe chamar fome, mas Jesus definiu-Se como fonte de água vida, e disse: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba.” (Jo 7, 36). Ver o desejo ardente com que as pessoas se aproximam da comunhão, acreditando que o seu Salvador, Deus infinitamente bom e todo-poderoso, está ali em algo tão finito, algo tão pequeno.

Já comunguei milhares de vezes, e é esta certeza que me faz querer continuar a receber Jesus todos os dias. Não o consigo explicar, não o consigo provar, nem nunca poderei. Mas fazendo uso da minha razão, através da minha experiência e de testemunhos de 2000 anos de santos, tenho todos os motivos para com fé acreditar que naquela pequena rodela de pão está o Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. E isso não troco por nada deste mundo (nem do outro).

João Silveira


blogger

terça-feira, 20 de maio de 2008

Duas ideias em confronto

Lema dos "morangos com açucar": RECICLA E FAZ O QUE QUISERES!

Lema dos católicos: AMA E FAZ O QUE QUISERES! (St.Agostinho de Hipona)

Já sabemos que nos fim vence o Amor, mas entretanto a luta continua...

E para ajudar transcrevo aqui o resto do poema do grande St.Agostinho:

"Ama e faz o que quiseres. Se calares, calarás com amor; se gritares, gritarás com amor; se corrigires, corrigirás com amor; se perdoares, perdoarás com amor. Põe no fundo do coração a raiz do amor. Dessa raiz não pode crescer senão o bem."

blogger

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Leituras do dia... de amanhã

Nunca é demais relembrarmos: ninguém pode domar a sua língua. Toda a tradição sapiencial nos exorta a moderar a língua. A língua causa mais mortes do que a espada. Ela é capaz de abençoar mas, infelizmente, também é capaz de maldizer e condenar.

E nós, senzas, como é que somos? Alguém alguma vez disse de nós "vede como se amam"?

blogger

Chávez é fã de Fátima (?)

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, colocou esta terça-feira como suas referências pessoais cimeiras, Deus, Nossa Senhora de Fátima e o escritor José Saramago - tudo numa longa sessão conjunta com o primeiro-ministro, José Sócrates. (...)

Mas Chavez surpreendeu os presentes ao evocar a 13 de Maio a Nossa Senhora de Fátima, agradecendo à Virgem Maria e a Deus o facto de não ter sido assassinado quando foi vítima de um golpe de Estado em 2002.(...)

«No passado, todos os governantes que pretenderam controlar o petróleo venezuelano de forma soberana foram derrubados por golpes de Estado. Eu não fui derrubado por dois dias - um milagre de Deus e de Nossa Senhora de Fátima. Foi mesmo um milagre», declarou o presidente da Venezuela, numa alusão à última tentativa de que foi alvo de golpe de Estado.

Fonte: http://diario.iol.pt/internacional/venezuela-hugo-chavez-jose-socrates-visita-fatima-saramago/951820-4073.html

blogger

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Vota!

Está a correr uma Petição on-line em www.forumdafamilia.com/peticao para que o Parlamento não leve pela frente a Lei do Divórcio que atenta gravemente contra o casamento e os direitos dos mais carenciados.

Pedimos a todos que a subscrevam e que a divulguem!

blogger

Capa do Correio da Manhã (ou da Manha) - 13 de Maio

Não é todos os dias que se tem um amigo na capa de um jornal, mesmo que seja o correio da manha, por isso aqui está o miguel caldeira coelho (um dos tigrinhos) a liderar a peregrinação das Equipas, na chegada ao Santuário de Fátima. A cruz foi feita pelo próprio, com materia-prima colhida durante a caminhada, e atraiu a atenção de diversos fotógrafos presentes no santuário.

blogger

segunda-feira, 12 de maio de 2008

12 de Maio!

Desta vez não vou poder ir a Fátima....
Senzas, rezem lá por mim!!(Não resisti a pôr esta imagem!! O fervor às vezes leva a exageros! Parece um cartaz do PC!)

blogger

sexta-feira, 9 de maio de 2008

PARABÉNS SENZA MORAES!

Que tenhas um dia optimamente bem passado e que sejas muito feliz!

blogger

Começa hoje a Peregrinação das Equipas a Fátima

Rezemos para que tudo corra bem, e ninguém se perca... A 13 de Maio, na Cova da Iria...

blogger

quarta-feira, 7 de maio de 2008

terça-feira, 6 de maio de 2008

Ainda a propósito dos Três anos Senzas...

Obrigado Senhor pelos Senzas que me deste.
Juntos ousámos ir mais longe, atrevemo-nos a ir ao encontro do coração da Igreja, no momento em que chorávamos a morte do teu querido filho João Paulo II.
Desde o início amámos, com gritos de alegria, o seguinte sucessor de Pedro. A Ti, na pessoa do Papa Bento, queremos obedecer, como filhos agradecidos. Queremos ter a alma dos Santos e defender com a vida a Tua Igreja.
Morrer de Amor é o nosso maior desejo.
Dou-Te graças pelo tanto que me deste naqueles dias:
A Tua presença, a cada momento, em todas as Missas a que fomos.
A amizade, nova ou reforçada, no
Duarte SL
Bernardo CO
Tiago
João
Inês
Hugo
Mariana
Pedro
Inês
Mariana
Vasco
Miguel
Francisco.
Foram dias em que me mostraste, de uma maneira tão evidente, como estás presente em todo o lado e que, se eu estiver de coração aberto, Te posso ver a cada momento.
Recebi tanto!
Para além dos amigos, tantas experiências divertidas, curiosas, únicas!
Ri-me, com o coração a transbordar de alegria, por estar com pessoas novas, todas viradas para Ti!
Vi Roma, a Cidade Eterna!
Aprendi mais sobre a vida da tua Igreja!
Conheci melhor alguns amigos e a mim mesmo.
Tive tempo para continuar a nossa história!
E, já de volta, deste-me neles novos companheiros de caminho! Mostraste-me como as tuas coisas são eternas, sinal de contradição neste mundo efémero.
Continuas a fazer caminho comigo, sem nunca teres desistido, mesmo quando eu o fiz por razão nenhuma.
Por isso tenho a dizer-Te…
És o Primeiro dos Senzas!
Parabéns!... e obrigado!
16


blogger

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Censura no blog senza

Venho denunciar um acto que me parece inqualificável: há censura no blog senza. É o princípio do fim. Posto isto, parece-me não haver condições para avançar para o livro.

Não voltarei a escrever até amanhã.


blogger

Livro senza acontecer


Não é preciso ser adivinho pra se perceber que o livro senza é.... senza acontecer!

blogger

sábado, 3 de maio de 2008

Três anus SENZAS!!!


No dia em que fazia três anos do regresso a Lisboa, três senzas resolveram ir ao aeroporto para fazer um pequeno gesto de memória a este acontecimento!



HOJE O BLOG FAZ TRÊS ANOS!!! PARABÉNS A NÓS!!
SSSEEENNNZZZAAASSS!!!


blogger

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Tá quase

Daqui a pouco o blog faz três anos.
Nós somos a Ordem Quarta dos Franciscanos.


blogger

3º post do dia - já fiz hoje mais posts do que os santiagrinos desde 16 de março

A primeira dança do casal senza?

blogger

Jójó com 14 anos quando pensava ir para o seminário

Ontem os senzas estiveram em grande! 1 Senza a fazer um discurso aplaudido pelo Cardeal Patriarca e 6 Senzas a reunirem-se para fazer etiquetagem da Partilha!


blogger

Hoje é dia de S.Atanásio!

Santo Atanásio foi desterrado cinco vezes por defender a religião. Nasceu na Alexandria, Egito, no ano de 297. Sendo ainda criança no ano 311, presenciou o martírio do seu bispo Pedro de Alexandria e de outros cristãos, mortos na perseguição que realizaram os pagãos. Logo soube com alegria que no ano 313 o imperador Constantino declarava a liberdade religiosa para os cristãos.

Com grandes qualidades para a oratória e uma brilhante inteligência, se dedicou a preparar-se para o sacerdócio, e sendo diácono foi escolhido como secretário de Alexandre, arcebispo de Alexandria. Aos 23 anos escreveu seu primeiro livro sobre a Encarnação de Jesus Cristo.

Naquele tempo apareceu em Alexandria um herege chamado Arrio, que negava a natureza divina de Jesus Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Atanásio se dedicou a combater este heresia. Colaborou para que os bispos do mundo se reunissem para discutir sobre esta heresia que tanto dano estava causando à Igreja. Assim, realizou-se o Primeiro Concílio, o Concílio de Niceia, no ano 327, onde condenaram a Arrio e decretaram que deveria ser derrotado. Santo Atanásio compareceu a este Concílio como secretário e conselheiro do seu bispo Alexandre.

Foi o bispo mais famoso do seu século. Teve que viver em uma época sumamente difícil e combater contra os inimigos da Verdade. Em seus 45 anos de sacerdócio não deixou nunca de predicar em favor de Jesus Cristo. Morreu no dia 2 de maio do ano 373, aos 76 anos. Fonte: acidigital

blogger