sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Acabadinha de sair!

Spe Salvi

a nova encíclica de Bento XVI sobre a Esperança.

blogger

Frase do dia

"Não tens desculpa nenhuma. A culpa é só tua. Se sabes (conheces-te o suficiente) que por esse caminho - com essas leituras, com essa companhia... - podes acabar no precipício, porque te obstinas em pensar que talvez seja um atalho que facilita a tua formação ou que amadurece a tua personalidade?

Muda radicalmente de plano, ainda que te exija mais esforço, menos diversões ao alcance da mão. Já são horas de te portares como uma pessoa responsável." 

S. Josemaria Escrivá in Sulco


blogger

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Razoabilidade - D. Luigi Giussani

Apetece-me recordar um episódio que se deu comigo há alguns anos, com o qual aprendi muito. Era a primeira vez que tinha de dar uma hora de aula de Religião como docente num liceu clássico. Mal tinha subido ao estrado, ainda antes de falar, reparo que, do último banco, alguém levanta a mão. Pergunto ao aluno o que deseja. A resposta foi mais ou menos esta: “Desculpe, professor, mas não vale a pena vir aqui falar-nos da fé, raciocionar sobre a fé, porque Razão e Fé representam dois mundos totalmente diversos. Aquilo que se poderia dizer acerca da Fé não tem nada a ver com o exercício da Razão, e vice-versa, de modo que raciocinar sobre a Fé é o mesmo que uma mistificação.” 

Perguntei, então, ao aluno que era para ele a Fé, e, não recebendo resposta, dirigi a pergunta a toda a turma; o resultado foi o mesmo. Perguntei, então, ao aluno do último banco que é a Razão, e, diante do seu silêncio, de novo voltei a perguntar para todos, obtendo o mesmo silêncio. “Como podeis – disse então – julgar sobre a Fé e Razão sem antes procurar saber o que são? Usais palavras cujo significado não possuís.” É claro que as minhas afirmações tiveram o efeito de desencadear uma discussão, e fui percebendo cada vez mais que o professor de Filosofia tinha tido alguma influência na classe. Ao sair da sala no fim da hora, achei-me defronte do próprio – e logo lhe disse que estava admirado de que naquela turma se considerasse óbvio que a Fé não tivesse nada a ver com a Razão. Reagiu dizendo que também a Igreja o afirmara no Concílio Arausicanum II.

Fiz-lhe notar que qualquer afirmação há-de ser interpretada no contexto histórioco em que se deu e do qual exprime concepções e preocupações. Arrancar uma frase do seu contexto cultural e literário e lê-la exactamente como se tivesse sido criada na véspera, é certamente anti-histórico e impede a compreensão correcta. A discussão ia aumentando, e o círculo de estudantes à nossa volta era cada vez mais longo.

Então, embora fosse já o momento de entrar noutra aula, quis que os alunos pudessem compreender em que consistia a questão entre mim e o professor de Filosofia. E perguntei-lhe: “Professor, nunca estive na América, mas posso com certeza garantir-lhe que a América existe. Afirmo-o com a mesma certeza com que digo que o senhor professor está diante de mim neste momento. Acha razoável esta minha certeza?”

Após alguns momentos de silêncio e de evidente embaraço, a resposta foi: “Não!” Era o que eu queria que ficasse bem claro para aqueles alunos, e que também aqui quero afirmar: tenho um conceito de razão para o qual admitir que a América existe sem nunca a ter visto pode ser razoabilíssimo, ao contrário daquele professor, cujo conceito de razão o obriga a dizer que isso não é razoável.

Para mim, a razão é abertura à realidade, capacidade de a captar e afirma na totalidade dos seus factores. Para aquele professor, razão é “medida” das coisas, fenómeno que se manifesta quando há uma demonstrabilidade directa. 

in O Sentido Religioso


blogger

Pater Noster


Nota: esta era a música que ouvíamos em Roma, todos os dias antes de adormecermos. Pelo menos o duarte e eu, o resto já devia estar a dormir. Ainda deu origem a umas lágrimas...


blogger

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Queres ver a Partilha em primeiríssima mão? Queres divertir-te com os teus amigos EJNS? Queres prestar um serviço a este Movimento, que é também teu?!

Então aparece na próxima 2ª a partir das 19h30 na

ENVELOPAGEM DA PARTILHA

na igreja de Algés!!!

(Traz € trocado, pois alguém se encarregará de ir buscar o jantar ao McDonald's)

TUDO LÁ!!!!


blogger

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Parabéns Domingueira!!!


... and now for something completely different as birthday gift!!

blogger

Hoje meditamos os mistérios gloriosos

Estava eu a vasculhar o meu baú de antiguidades beatas, e, eis senão quando, descobri umas meditações sobre os mistérios gloriosos que escrevi há 3 anos. Como a família Senza partilha tudo, aqui vai:

1º Mistério - A Ressurrerição de Jesus

S.Paulo, que muito lutou pela evangelização, disse na primeira espístola aos coríntios: ”Se Cristo não ressuscitou é vã a nossa pregação e vã a nossa fé” (1Cor 15,14). Noutras ocasiões, S.Paulo disse apenas: “Cristo Ressuscitou!”, e as pessoas convertiam-se. A mensagem é simples, mas poderosa. Cristo Ressuscitou porque não era apenas homem, era também Deus, e por essa razão o Homem foi libertado da morte. É realmente o motivo da Alegria Cristã.
É a Fé na Ressureição que nos dá a Esperança na Vida Eterna e a força para praticar a Caridade na vida terrena.


2º Mistério - Ascensão de Jesus aos Céus

40 dias após a Ressureição, Jesus ascende aos Céus, para tomar o lugar à direita do Pai. Ele é agora a Cabeça da Igreja, presente em Corpo, Sangue, Alma e Divindade na Eucaristia. Cristo, nosso Senhor e nosso Rei, é elevado aos Céus, em toda a Sua Glória. Jesus tinha de partir, como Ele próprio disse, para que o Pai enviasse o Espírito Santo Paráclito.


3º Mistério - Descida do Espírito Santo sobre Nossa Senhora e os Apóstolos


Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, estava reunida com os Apóstolos. Tal como Jesus tinha dito, o Espírito Santo desceu sobre eles, para que fossem Suas testemunhas no mundo. Também desceu sobre nós, que somos templo do Espírito Santo, e nos guia na oração, conferindo-lhe uma dimensão divina. Tal como os primeiros apóstolos, temos a responsabilidade de anunciar a Boa-Nova pelo mundo inteiro, para que todos possam participar na Glória de Deus.


4º Mistério - Assunção de Nossa Senhora aos Céus

Maria, ao contrário de nós, foi concebida sem pecado original. A sua vida foi toda para Glória de Deus, sem medo e sem egoísmos, de modo que a sua alma permaneceu Imaculada. Como consequência, a Virgem Santíssima não morre, antes é elevada aos Céus, em corpo e alma, precedendo-nos na Ressureição.
Olhar para a nossa querida Mãe, e ver a sua força e a sua confiança em Deus, faz-nos oferecer-lhe todos os problemas e dificuldades do dia-a-dia, para nos levar ao colo até ao Pai.


5º Mistério - Coroação de Nossa Senhora como Rainha dos Céus e da Terra

Antecipando o fim dos tempos, a virgem Mãe é coroada Rainha dos Céus e da Terra, dos Anjos e dos Santos. Foi coroada de glória, após ter vivido uma vida de grande humildade, nunca se exaltando e muitas vezes se humilhando. Por detrás do silêncio que caracterizou quase sempre a sua presença junto do seu Filho, podemos imaginar a sua contínua oração a Deus-Pai e atenção às Palavras de Deus-Filho.
Muitas vezes temos de fazer como Maria, ficar em silêncio para ouvir Jesus. Devemos também ser humildes, não procurando a glória através da auto-exaltação, mas antes esperando a glória que vem do Pai.

João Silveira


blogger

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Fix you

Ontem estava a ouvir esta música e comecei reparar na letra. Gostei!

When you try your best but you don't succeed
When you get what you want but not what you need
When you feel so tired but you can't sleep
Stuck in reverse.


When the tears come streaming down your face
When you lose something you can't replace
When you love someone but it goes to waste
Could it be worse?

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

And high up above or down below
When you're too in love to let it go
But if you never try you'll never know
"Just what your worth"

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you

Tears stream, down on your face
When you lose something you cannot replace
Tears stream down your face and I...

Tears stream, down on your face
I promise you I will learn from my mistakes
Tears stream down your face and I...

Lights will guide you home
And ignite your bones
And I will try to fix you.

16



blogger

O 'gangster' disse adeus à Mafia quando abraçou Jesus


O nome, que nos remete para a delicadeza de um qualquer estilista ou decorador, engana. Michael Franzese não é italiano, apesar da sonoridade do apelido, nem francês, franzese. É (era) um gangster americano. Mas, à semelhança de frei Hermano da Câmara, desde que se entregou todo a Cristo, nunca mais se sentiu só.

(...)É precisamente sobre este homem que trocou a Mafia por Jesus, e continua vivo para contar a sua história, que vamos "falar" agora.

Era uma vez... um mafioso. Não, recuemos ainda mais. Era uma vez... um menino de coro, nascido em 1951, em Brooklyn, um dos sete filhos da anónima Christina, que casaria com o muito menos anónimo John "Sonny" Franzese, um homenzarrão, capo da mafia, às ordens da família Colombo. Protegido, o gaiato chegou a frequentar a Universidade de Hofstra, em Hempstead, Nova Iorque. (...)

Corria 1975, Michael tinha 24 anos e seguiu o padrasto. Não para a prisão - ainda - mas para o crime. E, com o mal dos outros, enriqueceu. Nomeadamente à conta da corrupção de atletas, que incitava a jogatanas ilícitas. Enriqueceu e celebrizou- -se, começando a ganhar alcunhas, nick names, meio caminho andado para ter lugar cativo nos media. Ele era, à vez, "Príncipe da Mafia", "Don de Long Island". (...)

Era riquíssimo. A Fortune chegou a apontá-lo como "um dos maiores fazedores de dinheiro desde Al Capone", o "mais novo mafioso milionário" (Os 50 maiores Patrões da Mafia).

Perder-se-ia - no caso dele, é mais encontrar-se-ia - de amores por Camille Garcia. Cammy. Foi ela, ex-dançarina convertida a Cristo, que o convenceu a mudar de vida e a aceitar um acordo proposto pela polícia, evitando, assim, uma pena maior. Entre 1985 e 1989, esteve preso. No primeiro destes anos, casou. Com Cammy e com Jesus.

Em 1991, uma violação da sua liberdade condicional levá-lo-ia de volta à cela para outros três anos de clausura. E uma relação mais aprofundada, mais verdadeira com a Bíblia. Só se arrependeu, diria, de não ter encontrado a sua fé mais cedo. Conseguiu não denunciar os antigos "colegas" ("colegas" são os mafiosos). Não foi preciso, pois, ser bufo, como se diz no jargão prisional. Aceitaria uma oferta do FBI para dar lições aos atletas e outros profissionais sobre os riscos da adição ao jogo. E é assim que vive. A pregar. Já vai nos sete filhos, que acomoda como pode numa "modesta" casa em Santa Mónica, Califórnia. (in DN)


blogger

Os japoneses devem estar loucos



blogger

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Redassão

"Quando eu tiver um mano, vai-se chamar Herrare, pois Herrare é o mano.
Fim."


blogger

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

De Paris a Jerusalém a pé, na lua-de-mel


Mathilde e Edouard Cortés estão a peregrinar de Paris a Jerusalém a pé, mais de 3.700 km, contando com a solicitude das pessoas para conseguir hospedagem e alimentação.


Uma viagem de lua-de-mel "pela paz e pela unidade dos cristãos", feita de sacrifícios e sofrimentos (foram agredidos ao chegar à Turquia) mas também de encontros inesquecíveis.

Numa entrevista concebida à Zenit a 25 de Junho, ao deixar Paris, Mathilde e Edouard Cortés (cf. www.enchemin.org) criaram um endereço eletrónico à disposição dos leitores da Zenit, convidando-os a confiar suas intenções de oração. Já receberam mais de trezentas intenções.

"Assim como nos comprometemos após o início de nossa marcha, rezamos fielmente por todos aqueles que nos entregaram suas intenções – afirmam. Podem escrever-nos através de me.cortes@enchemin.org. Contamos também com suas orações." (in Zenit)



Não sei como é que o Moraes não teve também esta ideia. Marta, safaste-te de boa...


blogger

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Valha-nos (Santo) Hipócrates!

Aborto: Ordem dos Médicos não muda código deontológico
14.11.2007 - 20h50 Andrea Cunha Freitas

A Ordem dos Médicos (OM) não vai alterar o artigo 47 º do código deontológico que considera a prática de aborto como uma “falha grave”, tal como tinha pedido o ministro da Saúde na sequência de um parecer da Procuradoria-Geral da República que manda “repor a legalidade” nesta matéria.

“Amanhã [quinta-feira] vamos escrever uma carta ao senhor ministro explicando que a independência, autonomia e liberdade dos médicos não são negociáveis e que, por isso, não vamos alterar o nosso regulamento”, adiantou o bastonário Pedro Nunes que dará uma conferência de imprensa sobre o polémico assunto.
A decisão do conselho nacional da OM será conhecida no último dia do prazo de um mês dado por Correia de Campos para a “reposição da legalidade” no código.
O bastonário nota que concorda com o parecer da PGR quando este refere que, em caso de discrepância, a lei se sobrepõe ao código deontológico mas discorda da necessidade de alterar o regulamento por causa disso. E exemplifica: “O limite legal para andar na estrada é 120 quilómetros por hora mas não precisamos de mudar os veículos para saber que temos de cumprir a lei”.


blogger

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Relatórios

Antes da visita «Ad Limina», os bispos enviam os relatórios para Roma. Depois de analisar estes documentos Bento XVI verificou também que existe uma “maré crescente de cristãos não praticantes”. No intuito de ajudar a resolver este decréscimo, o Papa alertou os pastores portugueses para que estudassem “a eficácia dos percursos de iniciação actuais”. Os resultados não são animadores porque “a catequese é dada num contexto difícil e os jovens são confrontados permanentemente com outros apelos” – lamentou o Presidente da CEP.

Gostava de saber que relatórios foram enviados a Roma.
É claro que os resultados podem melhorar e não é difícil saber como.
O século XX trouxe a resposta à falta de dinamismo paroquial: os movimentos de leigos.
Entre eles, destaque para aqueles que se ocupam especialmente dos jovens, ou que dão especial ênfase a este segmento tão especial da Igreja.
Constam dos relatórios? Cheira-me que não.
Esperemos que as palavras do Papa dêem frutos: "É preciso mudar o estilo de organização da comunidade eclesial portuguesa e a mentalidade dos seus membros para se ter uma Igreja ao ritmo do Concílio Vaticano II, na qual esteja bem estabelecida a função do clero e do laicado, tendo em conta que todos somos um, desde quando fomos baptizados e integrados na família dos filhos de Deus, e todos somos co-responsáveis pelo crescimento da Igreja."

Fora deste contexto, não pude deixar de reparar noutro aspecto algo caricato:

Com o aproximar da celebração do centenário da implantação da República, o Presidente da CEP disse que “devemos estar presentes para que a interpretação dos acontecimentos seja exacta”. Afirmação feita no início dos trabalhos da Assembleia Plenária. E acrescenta: “esta data não pode passar despercebida e necessitamos de, serena e desapaixonadamente, sintonizar com a heroicidade dos pastores e cristãos daquela época para crescermos no amor à Igreja na actualidade”. Apesar das diferentes características temporais, "não ignoramos a nossa história e com ela construímos o futuro" - proferiu.

Mas alguém vai festejar a revolução da república? Porquê? Será que foi boa para o país? Ou foi má? Trouxe maior estabilidade política? Trouxe progresso, bem-estar e qualidade de vida?
Aqui ao lado têm rei que pelo menos manda calar quem fala demasiado.
Se o Sporting for campeão, contem comigo no Marquês.
Caso contrário, só valerá a pena celebrar este centenário se o 6, 7, 8 e 9 de Outubro também forem feriados... pelo menos será uma ajuda para baixar a produtividade ao nível desse tempo de modo a que se sinta um bocadinho o que foram os dias seguintes à golpada (enfim, celebrar portugueses contra portugueses nunca me pareceu boa ideia).

blogger

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Frase do dia

Que ninguém leia tristeza nem dor na tua cara quando difundes pelo ambiente do mundo o aroma do teu sacrifício. Os filhos de Deus têm de ser sempre semeadores de paz e de alegria.

S.Josemaria Escrivá

blogger

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Parabéns, Tia Inês!!















Que dia senzástico!! Tudo a rezar pela Inês!!

blogger

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Aquele véu sobre o seu rosto...


Era a última vez que via o seu rosto...

Sim, é verdade, depois voltaria a vê-lo milhares de outras vezes, a todas as horas, todos os dias. Voltaria a vê-lo com os olhos do coração, da memória. Tal como continuaria a sentir a sua presença, se bem que de uma maneira diferente daquela a que estava habituado.

Mas aquela era a última vez que via o seu rosto, quero dizer, fisicamente. Humanamente. A última vez que via aquele que para mim tinha sido um pai e um mestre. A última vez que via o seu corpo, as suas mãos, mas sobretudo que via o seu rosto. E o rosto recordava-me o seu olhar, porque nele estava o olhar que imediatamente nos atingia.

E por isso queria que aquele momento nunca acabasse. Fazia tudo lentamente, para prolongar o tempo, até ao infinito.

Até que, num determinado momento, sinto o olhar pousado sobre mim. E então percebi. Deveria...

Peguei no véu branco e coloquei-o, docemente, sobre o seu rosto. Quase tive medo de o magoar, como se aquele pedaço de seda lhe fosse pesado, pudesse incomodá-lo...

Felizmente, chegaram aquelas palavras para me ajudar:" Oh, Senhor que o seu rosto veja agora o Teu rosto paterno, que o seu rosto subtraído à nossa vista contemple a Tua beleza."
Ele já estava na casa do Pai, podia finalmente olhar a sua face. A sua aventura terrena chegara ao seu destino.

Também eu comecei a seguir as palavras daquela oração. E, orando, comecei a recordar, a reviver os quarenta anos que, pequeno homem tocado pelo "mistério", percorri junto dele, de Karol Wojtyla." (in "Uma vida com Karol" do Cardeal Syanislao Dsiwisz)



blogger

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Anuntio Senzas Gaudium

Abram alas para o senzinho!
video

Ainda não tem nome, nem se sabe se é menino ou menina, mas com o coração do filho da senza mvs a bater assim diz-me que será um belo ponta-de-lança!

Abraços,
Tio Hugo

blogger